Projeto Abrindo Caminhos

PROGRAMA BRASIL+ FELIZ|FIB – PROJETO ABRINDO CAMINHOS

Promoção e divulgação Revista Saúde&Comunidade*

Realização: RENOVE BRASIL – Inteligência Social

 

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde)

Saúde é um estado de completo bem-estar biológico, psicológico, econômico, social, espiritual e não consiste apenas na ausência de doenças ou de enfermidades.

 

Objetivos: Juntos > Melhor para Todos

Criar uma matriz de comunicação que possa promover mais qualidade de vida, paz, esperança e autoestima resgatando o interesse e o entusiasmo das pessoas.

Exercer disciplina na publicidade de artigos e serviços nocivos à saúde psicológica e qualidade de vida das pessoas, posicionando de maneira firme ante a pressões de grupos e interesses particulares.

 

Exposição de motivos

Há mais de 20 anos o Brasil vem implantando o Sistema Único de Saúde (SUS), criado para ser o sistema de saúde dos 190 milhões de brasileiros, sem nenhum tipo de discriminação.

O SUS não está restrito a consultas, exames, cirurgias e internações como muitos pensam. O sistema hoje faz muito, com poucos recursos, mesmo assim se especializou em apresentar soluções para casos mais complexos como transplantes de órgãos, vacinação e soropositivo HIV. O SUS também é modelo, ao abrigar o maior programa público de transplante de órgão e tecidos do mundo.

O SUS é um sistema formado por várias instituições dos três níveis de governo (União, Estado e Municípios) e pelo setor privado com o qual são feitos contratos, convênios e parcerias para a realização de serviços e ações como se fosse um único corpo.

O SUS é único porque tem a mesma filosofia de atuação em todo o território nacional, sendo organizado com a mesma lógica.

Todos nós já escutamos muitas reclamações do SUS. Frequentemente os jornais, revistas, rádios e TVs apresentam seu lado ruim com filas de espera, hospitais lotados e sucateados, atendimento precário, falta de remédios e outros problemas.

O lado bom do SUS é mesmo muito pouco conhecido, pois há preconceito, desinformação e até mesmo a má fé de alguns setores que lucram com a exposição negativa dos serviços públicos de saúde.

O SUS é democrático porque oferece um mecanismo que assegura o direito de participação de todos os segmentos envolvidos com o sistema – governos, prestadores de serviços, trabalhadores de saúde e principalmente os usuários dos serviços, comunidades e população. Os principais instrumentos para exercer este controle social são os CONSELHOS e as conferências de saúde, que devem respeitar o critério de composição paritária (participação igual entre usuários e os demais); além do caráter deliberativo, isto é, ter poder de decisão.

 

Comunicação Comunitária

É a forma de educar, orientar e informar pela comunicação. É em essência uma sala de aula, significa mais que a veiculação e acompanhamento crítico de notícias sobre temas sociais como: saúde, educação, segurança da família, trabalho etc. Significa acima de tudo um olhar para o novo, diferenciado e aplicado a uma tecnologia social multidisciplinar, moderna e atual visando beneficiar gestores de saúde, atendentes, médicos, enfermeiros e usuários de forma integrada.

Saúde e Educação devem ser as principais energias sociais para atender, participar, orientar, esclarecer e colaborar com as necessidades e carências fundamentais da comunidade, usuários e servidores do SUS.

 

Da Natureza e dos Fins do Projeto

Todos os brasileiros e brasileiras, desde o nascimento, têm direito aos serviços de saúde gratuitos. Mas ainda faltam ações de orientações e esclarecimentos para que o sistema público possa atender a população com qualidade.

Assim, estamos convencidos que por meio de atuação social será possível atender às necessidades e carências fundamentais da comunidade, estruturar e facilitar uma nova ordem social e estabelecer uma trajetória eficaz e exitosa.

A principal finalidade do “Projeto Abrindo Caminhos” é proporcionar e garantir a salutar relação entre os usuários do SUS e o conselho de gestores, tendo como ferramenta uma tecnologia social compartilhada com a participação de uma equipe multidisciplinar, respeitada pela qualidade e pelo atendimento de excelência para a obtenção dos fins a que se propõe.

Mais que isso, a saúde é item de relevância pública, o que nos assegura a participação do Ministério Público na fiscalização do cumprimento das leis.

 

Parcerias, Eventos e Ações Sociais Compartilhadas

Visa contar com o apoio nos programas de saúde e atendimento comunitário com qualidade.

Acompanhar para melhorar os programas de saúde, atendendo as necessidades dos usuários, do corpo clínico e servidores do sistema. Privilegiar a atuação compartilhada nos processos de decisão, solução, ampliação, ação corretiva e preventiva, para a manutenção e elevação da qualidade acadêmica e humanização do relacionamento UBS, Centros de Saúde, AMAS, AMES e os usuários.

 

1- Sensibilizar e mobilizar as comunidades e colaboradores em prol do desenvolvimento da medicina primária e preventiva, promovendo a melhoria da qualidade, ampliação e inovação dos objetivos para o desenvolvimento do Projeto, facilitando e favorecendo a execução de um atendimento de excelência aos usuários.

2- Representar os usuários junto a qualquer entidade, seja ela pública, privada, de ensino, agente governamental, terceiro setor, nacional ou internacional.

3- Participar do conselho deliberativo das UBSs com direito a voto e sugestão de pauta, decisões, objetivos e diretrizes de acordo com as determinações do Sistema.

4- Prestar quaisquer serviços, projetos, eventos, ações sociais, campanhas, parcerias, compartilhamentos e convênios que possam contribuir para o estímulo e realização dos objetivos comuns dos usuários e servidores.

5- Captar recursos com o apoio econômico-financeiro de colaboradores, voluntários, entidades públicas, privadas, de ensino, sociedade civil e projetos de responsabilidade social empresarial.

6- Incentivar e coordenar eventos, campanhas de conscientização, prestação de serviços, empreendedorismo, serviços voluntários e projetos amparados por lei de incentivo fiscal, renúncias e imunidade tributária, patrocínios públicos e privados destinados às crianças, adolescentes, adultos e idosos bem como a preservação, valorização e disseminação do patrimônio público.

7- Incentivar e coordenar eventos com o objetivo de dialogar sobre saúde, educação, cultura, arte, transporte, segurança, habitação, esporte, lazer, direitos humanos, ecologia, meio ambiente, vigilância sanitária e sustentabilidade. Sem pudores, amarras e preconceitos incluindo conhecimentos como filosofia, sociologia, antropologia, teatro, dança, pintura, música, literatura e cinema por meio de estágios de Agentes de Saúde (ETECs) na estratégia da SAÚDE DA FAMÍLIA.

8- Ser porta voz das reclamações e sugestões dos usuários e servidores, registrando-as em meios eletrônicos, encaminhando e acompanhando para fins de cumprimento eficaz das providências necessárias e dirimir conflitos.

9- Incentivar e coordenar a formação de uma Rede de Solidariedade na web, mantendo serviços de atendimento e gestão de recursos próprios através do investimento social privado.

10- Filiar-se a outras entidades do mesmo gênero sem perder sua identidade e seus propósitos.

11- Ter como referência o Centro de Saúde Escola Geraldo de Paula Souza e a Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.

Área de atuação: Coordenadoria Regional de Saúde|UBS

 

Responsável pelo Projeto:

Dr. Nelson Rocha – Empreendedor Social

Contato: contato@redesocialbrasilmulher.com.br